PEDREIRA, Fernando

 

Nasceu no Rio de Janeiro em 1926. Concluiu a Faculdade Nacional de Direito mas decidiu-se pelo jornalismo, onde iniciou vitoriosa carreira em 1951, aos 25 anos de idade. Integrou-se à redação de O Estado de S. Paulo e, nesse jornal, ocupou postos dirigentes durante largo período. Mais tarde, entretanto, passou apenas a publicar crônicas semanais nos principais periódicos do país. Em 1965, trabalhou como visiting scholar na Universidade de Colúmbia, nos Estados Unidos. No governo Fernando Henrique Cardoso, representou o Brasil na UNESCO, permanecendo vários anos em Paris. De regresso ao país, não retomou a colaboração na imprensa, que havia interrompido em vista de encontrar-se no desempenho de funções oficiais.

 

Bibliografia :

Impávido colosso.  Rio de Janeiro : Nova Fronteira, [s.d.].

A liberdade e a ostra.  Rio de Janeiro : Nova Fronteira, [s.d.].

Março, 31.  São Paulo : [s.n.], 1964.

Brasil, política, 1964-74.  Rio de Janeiro: [s.n.], 1975.

Quebra cabeça.  Rio de Janeiro : Paz e Terra, 1998.  368 p.

Um cavalo de chinelos.  Prefácio Millôr Fernandes.  Rio de Janeiro : Paz e Terra, 1999.  134 p.

Summa cum laude : um ensaio sobre o sentido do século.  Prefácio Fernando Henrique Cardoso.  Rio de Janeiro : Objetiva, 1999.  111 p.

Estudos sobre o autor :

CARDOSO, Fernando Henrique. Prefácio.   In : PEDREIRA, Fernando.  Summa cum laude : um ensaio sobre o sentido do século.  Rio de Janeiro : Objetiva, 1999.  p. 9-15.

CARNEIRO, Luiz Orlando.  “União Européia é filha de Hitler”.  Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 8 maio 1999.  Idéias/Livros, p. 6.  Entrevista.

COSTA, Cecília.  Em poucas palavras, uma surpreendente e otimista análise sobre o fim do século.  O Globo, Rio de Janeiro, 11 maio 1999.

__________.  Pedreira, que estréia domingo em O Globo, promete uma visão crítica do Brasil.  O Globo, Rio de Janeiro, 3 maio 2000.

FERNANDES, Millôr.  Log-Book (ou à guisa de prefácio).  In : PEDREIRA, Fernando.  Um cavalo de chinelos.  Rio de Janeiro : Paz e Terra, 1999.  p. 15-17.

MOTA, Lourenço Dantas.  O quebra-cabeças refeito de Fernando Pedreira.  Jornal do Brasil,  Rio de Janeiro, 11 jul. 1998.  Livros.

NÊUMANNE, José.  Livre trânsito para as idéias de Pedreira.  Jornal da Tarde, Rio de Janeiro.

__________.  Fernando Pedreira, um poeta que dá nome aos bois.  Jornal da Tarde, Rio de Janeiro, 22 maio 1999.  Livros.