BELLO, José Maria (de Albuquerque)

      Nasceu no Engenho Tentugal, município de Barreiras, Pernambuco a 18 de dezembro de 1885. Estudou humanidades no Recife, transferindo-se para o Rio de Janeiro, onde concluiu a Faculdade Livre de Direito em 1911. Trabalhou como redator de debates da Câmara dos Deputados e como funcionário da instituição chegou a Diretor da Biblioteca. Inicialmente interessou-se pela crítica literária, tornando-se assíduo colaborador da imprensa carioca. Os escritos dessa fase foram reunidos em alguns livros aparecidos entre 1917 e 1922. Nos anos vinte ocupou-se da política, como parlamentar em sua terra natal e deputado federal por Pernambuco (1927/1929). Foi candidato da situação ao governo de Pernambuco, tendo sido eleito para o quadriênio 1930/1934, não sendo empossado em vista da Revolução de 30. Nos anos trinta integrou o Corpo Docente da UDF e fez sem sucesso, dois concursos para a Faculdade de Direito (em 1933 e 1936). A partir dessa época é que elabora sua obra fundamental de historiador. Em seguida à queda do Estado Novo foi nomeado funcionário da Organização das Nações Unidas e viveu largo período no exterior. Faleceu em 25 de agosto de 1959.

Bibliografia:

Estudos críticos.  Rio de Janeiro : Jacinto R. Santos, 1917.  203 p.

Novos estudos críticos; Machado de Assis, Joaquim Nabuco e outros artigos.  Rio de Janeiro : Revista dos Tribunais, 1917.  191 p.

Ensaios políticos e literários; Rui Barbosa e escritos diversos.  Rio de Janeiro : Livraria Castilhos, 1918.   257 p.

À margem dos livros.  Rio de Janeiro, 1922.

O problema da educação. Parecer e discurso na Câmara a propósito do ensino profissional.  Rio de Janeiro : Imprensa Nacional, 1927.  20 p.

Os exilados (romance).  Rio de Janeiro, 1927.

A noção filosófica e social do direito; breve ensaio de metodologia.  Rio de Janeiro : Ariel, 1933.  140 p.

Inteligência do Brasil; ensaios sobre Machado de Assis, Joaquim Nabuco, Euclides da Cunha e Rui Barbosa. Síntese da evolução literária do Brasil.  2. ed.  São Paulo : Cia. Editora Nacional, 1935.  254 p.

Panorama do Brasil; ensaio de interpretação da vida brasileira.  Rio de Janeiro : José Olympio, 1936.  260 p.

Imagens de ontem e de hoje.  Rio de Janeiro, 1936.

Democracia e anti-democracia.  Rio de Janeiro, 1936.  75 p.  (Tese de concurso à Cadeira de Introdução à Ciência do Direito da Faculdade de Direito da Universidade do Rio de Janeiro).

_____.  2. ed.  Salvador : Livraria Progresso, 1956.  154 p.

A questão social e a solução brasileira.  Rio de Janeiro, 1936.  49 p.

História da República.  Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1940.  264 p.

_____.  Nova edição rev. acréscida de 9 capítulos.  Rio de Janeiro : Organização Simões, 1952.  343 p.

_____.  4. ed.  São Paulo : Cia. Editora Nacional, 1959.  405 p.

_____.  6. ed.  São Paulo : Cia. Editora Nacional, 1969.  356 p.

_____.  7. ed.  São Paulo : Cia. Editora Nacional, 1976.  356 p.

_____.  8. ed.  São Paulo : Cia. Editora Nacional, 1983.  356 p.

Retrato de Eça de Queiroz.  Rio de Janeiro : Agir, 1945.  326 p.
 
_____.  2. ed.  São Paulo : Cia. Editora Nacional, 1977.  163 p.

Joaquim Nabuco, Rui Barbosa; duas conferências.  Rio de Janeiro : Ministério das Relações Exteriores, 1949.  42 p.

Retrato de Machado de Assis.  Rio de Janeiro : Ed. A Noite, 1952.  313 p.

Rui Barbosa; conferência.  Rio de Janeiro : Fundação Casa de Rui Barbosa, 1956.  25 p.

Memórias.  Rio de Janeiro : José Olympio, 1958.  273 p.

A history of modern Brazil.  Trad. da 4. ed. de História da República, de James L. Taylor.  Cap. Conclusivo de Rollie E. Poppino.  California: Stanford University Press, 1966.  362 p.

Estudos sobre o autor:

BARROS, Roque Spencer Maciel de.  José Maria Bello : intérprete do Brasil e pensador político.  In : ESTUDOS brasileiros.  Londrina : Editora UEL, 1997.  p. 161-194.

MENEZES, Raimundo de.  Dicionário literário brasileiro.  São Paulo : Saraiva, 1969.  v. 1,  p. 203-204.